Vereadores pedem abertura de nova CPI em Parobé

Documento pede a apuração sobre a destinação de recursos da saúde
Vereadores pedem abertura de nova CPI em Parobé

Comissão quer esclarecer se houve saques irregulares de valores destinados as obras de ampliação do Hospital São Francisco de Assis.

Oito vereadores de Parobé entraram com o pedido de abertura para a abertura de mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Na tarde de terça-feira, dia 27, o documento assinado pelos vereadores Elario Jahn (MDB), Jair Bagestão (PT), Antônio Carlos dos Santos (PDT), Jorge Graminha (PP), Henrique dos Santos (PDT), Gilberto Gomes (PRB), Marcelo Pereira (PDT) e Idamir Antônio de Morais (PSDB).

Segundo a justificativa, o objetivo da comissão é apurar possível irregularidades em valores retirados das contas vinculadas da saúde destinado a obras específicas. Conforme o pedido, o Município teria realizado saque da conta da Associação Beneficente de Parobé, valores estes que seriam investidos exclusivamente em obras de ampliação do Hospital São Francisco de Assis.

De acordo com a descrição do pedido, o valor de R$ 3.800.000,00 (três milhões e oitocentos mil reais) teria sido transferida para outra conta irregularmente, no período entre 2015 e 2016, o que teria gerado dívida de R$667.145,49 (seiscentos e sessenta e sete mil cento e quarenta e cinco reais com quarenta e nove centavos) aos cofres públicos.

Com este objetivo, o texto destaca que a partir desta comissão, deverá ser feita uma investigação para esclarecer para onde teria ido o valor quando sacado das contas mencionadas, além de verificar se os valores já foram restituídos em sua totalidade.

Este é o segundo pedido de abertura de investigação feita no Legislativo em 2019. A primeira esta em funcionamento, onde os vereadores Marcelo Pereira dos Santos (PDT), Henrique Rafael dos Santos (PDT) e Jorge Graminha (PP) investigam um suposto superfaturamento na contratação de uma banda musical para o evento “Festão do Trabalhador”.

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação