Mesa Diretora define instauração de Comissão de Ética

Presidente convocou integrantes para analisar medidas quanto ao pronunciamento de vereador na última sessão ordinária
Mesa Diretora define instauração de Comissão de Ética

Mesa diretora foi convocada para uma reunião no gabinete da presidência na tarde de hoje

A fim de verificar quais atitudes serão tomadas pelo Legislativo quanto ao pronunciamento do vereador Elario Carlos Jahn (MDB) feito na Tribuna Municipal durante a sessão da última terça-feira, dia 20, o presidente da Câmara, Enio Terra (PTB), convocou na tarde de hoje (21) os integrantes da mesa diretora para uma reunião em seu gabinete.

Acompanhados pelo assessor jurídico, Paulo Roberto Negrelli, os parlamentares verificaram quais ações devem ser realizadas conforme o Regimento Interno da Casa Legislativa.

O encontro definiu de forma unânime a instauração de uma Comissão de Ética, formada por vereadores indicados pelos líderes de bancada, e que obedecerá a lei da proporcionalidade. Caberá a este grupo analisar se houve ou não a quebra de decoro parlamentar. “Como presidente eu tenho o dever de seguir o que está descrito no regimento. A partir de agora todo o processo será conduzido por esta comissão”, destacou o chefe do Legislativo.

Logo no início da tarde desta quarta-feira, o vídeo da transmissão da sessão ordinária foi retirado do ar da página da Câmara no Facebook. Conforme nota oficial divulgada pelo Legislativo, a medida foi tomada para evitar a disseminação de qualquer tipo de comentário ou mensagens que caracterizem discurso de ódio, com conteúdo ofensivo. A Comissão de Ética deverá ser formalizada na tarde desta quinta-feira, dia 22. 

Confira a nota oficial:

O vídeo da transmissão ao vivo da Sessão Ordinária do dia 20 de março de 2018 foi retirado do ar por conter mensagens impróprias, de forma que este Legislativo não disseminará qualquer discurso de cunho ofensivo. A Câmara de Vereadores não irá propagar mensagens ou fazer apologia a qualquer discurso de ódio.

Diante deste fato, o presidente da Câmara, Enio Terra (PTB), convocou na tarde de hoje (21) os integrantes da mesa diretora para tomar as providências cabíveis a este caso. Na ocasião, ficou definido por unanimidade que será instaurada uma Comissão de Ética, a fim de esclarecer o ocorrido e determinar se houve ou não quebra de decoro parlamentar. Todas as informações serão amplamente divulgadas pelo Poder Legislativo de Parobé.

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação