Em busca de soluções para as demandas da comunidade

Mesa diretora do Legislativo estuda devolução de economias para auxílio à Secretaria de Obras do município
Em busca de soluções para as demandas da comunidade

Parlamentares foram recebidos pelo secretário da pasta, que mostrou as dificuldades para atender as demandas da comunidade.

O secretário de Obras de Parobé, Luiz Hennemann, recebeu em seu escritório na tarde de ontem (24), a presidente da Câmara de Vereadores Maria Eliane Nunes (MDB), o vice-presidente, Antônio Carlos dos Santos (PDT), e o 2º secretário, Gilberto Gomes (PRB).

Durante a visita, os parlamentares acompanharam o trabalho que é realizado pela equipe que atua na secretaria, onde atualmente acontece um processo de otimização e readequação de recursos. “Nosso problema é a escassez de recursos. A partir do segundo semestre a situação se agrava ainda mais, estamos montando um quebra cabeça”, comentou o secretário.

Conforme o mandatário da pasta, diariamente são feitas seis obras de manutenção por dia, realizando ma série de serviços como tapa-buracos, recapeamento asfáltico, instalação e limpeza de bocas de bolo, instalação de canos, entre outros. Além disso, duas obras importantes devem começar nas próximas semanas.

Na rua General Osório, bairro Integração, haverá um trabalho completo de infraestrutura. Também na rua João Corrêa, bairro Bela Vista, será feita todo o calçamento, cordões, bocas de lobo e demais ações de infraestrutura. Juntas, estas duas obras somam mais de R$ 610 mil.

Já as atividades voltadas à iluminação pública, sofrem alterações ainda nesta semana, passando a contar com dois turnos de trabalho. Os funcionários deverão se revezar nos horários das 07h às 14h e das 14h às 20h.

Hennemann acrescentou que há uma grande dificuldade em manter os serviços básicos que são realizados em diferentes localidades do município. “Temos uma secretaria muito deficitária para atender todas as demandas. Por isso, estamos fazendo um trabalho de planejamento. Quando recebemos os pedidos de providência, eles logo já entram na programação, pois sabemos que não é o vereador que solicita, é a população que foi até o parlamentar”, enfatizou.

Para suprir parcialmente a necessidade de recursos, a mesa diretora comprometeu-se em estudar a possibilidade de uma nova devolução de economias ao Executivo. “Sabemos que a realidade de Parobé hoje é muito difícil no âmbito da arrecadação. Assim como as emendas parlamentares, que também auxiliam nos custos de serviços importantes, vamos estudar a viabilidade de uma nova devolução à Prefeitura do que economizamos na Casa Legislativa”, finalizou Maria Eliane.

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação