Diretrizes para expandir a economia de Parobé

Seminário de Desenvolvimento Econômico reuniu empresários no Plenário Municipal
Diretrizes para expandir a economia de Parobé

Enio Terra, presidente do Legislativo, enfatizou que é preciso criar oportunidades para quem deseja empreender na cidade

A Câmara de Vereadores promoveu na última semana a primeira edição do Seminário de Desenvolvimento Econômico. O encontro teve como objetivo conhecer a realidade atual da economia da cidade, bem como traçar estratégias conjuntas entre poder público e empresários, para alavancar o crescimento da economia local.

Três palestrantes explanaram sobre diferentes áreas que agregam na arrecadação financeira da administração pública. O diretor da Secretaria de Agricultura, José Moacir Nunes, palestrou sobre o papel da agricultura familiar e destacou a necessidades de investimentos na área. Entre as principais carências apontadas por Nunes, está a falta de direcionamento de recursos para a instalação de estufas e irrigação.

“Hoje a agricultura é a terceira fonte de renda do município. Nosso produtor precisa de incentivos, apesar das linhas de crédito oferecida pelo sistema bancário, elas dependem de muita burocracia, o que dificulta a expansão da produção rural”, explica.

Representando a Calçados Bibi, consolidada no ramo de calçados infantis do Brasil, o presidente da empresa, Marlin Kohlrausch, palestrou a respeito do gerenciamento de vendas e direcionamento da marca. Além disso, o empresário discursou sobre a necessidade de o País avançar no setor da indústria, e a qualidade do poder público no trabalho pela comunidade.

“Um prefeito deve ter consigo os melhores funcionários, aqueles que vão auxiliar a administração em levar o melhor para toda a comunidade, incluindo quem investe nesta cidade”, destacou o palestrante.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Jones Vendruscolo, apresentou dados referentes as vendas do comércio do município, e afirmou que uma das principais preocupações dos lojistas é a insegurança da cidade.

“Além da crise que afeta a todos no País, também há o fator da segurança pública que prejudica as vendas e acaba afetando diretamente na rotina de quem abre seu negócio aqui”, afirmou.

Buscando novos investidores – Conforme o prefeito interino, Moacir Jagucheski, o Executivo vem trabalhando com incentivos para facilitar a vinda de novos investidores ao município. Um dos principais exemplos segundo Jagucheski, foi o recente anúncio da instalação de uma filial da empresa Usaflex.

“Nós queremos que Parobé volte a ser um terreno fértil para os investidores. Nossa arrecadação hoje nos proporciona somente serviços de manutenção do essencial. Estamos trabalhando arduamente para que nossa cidade seja novamente atrativa”, explicou.

Já o vereador do PROS, Dari da Silva, destacou que há um trabalho de união entre os poderes, visando o crescimento econômico do município. “Estamos trabalhando de forma conjunta, a fim de proporcionar uma melhor qualidade de vida a todos que aqui moram. Nosso objetivo é trazer cada vez mais empresas, podendo desta forma expandir os serviços que hoje já são oferecidos à comunidade”, salientou. 

O presidente do Legislativo, Enio Terra (PTB), também enfatizou que é preciso a participação de todos os segmentos na busca por uma cidade melhor. “O poder público faz aquilo que lhe compete, que é criar oportunidades para que haja o crescimento econômico do município. Mas quero também destacar a importância de todos que moram e tem aqui seus negócios, para que estejam juntos no trabalho para transformar a realidade existente hoje em Parobé”, disse. 

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação