CDL Parobé aposta na retomada das vendas

Apesar de um cenário cauteloso, entidade aposta em ações junto aos lojistas
CDL Parobé aposta na retomada das vendas

Projeto viabiliza ações sem a necessidade do uso de recursos do orçamento do município

O Conexão Câmara entrevistou na tarde de hoje (01) o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Parobé, Jones Vendruscolo. Em pauta, estiveram diversos assuntos referentes as vendas do comércio do município, que hoje se estabelece como a segunda finte econômica segundo dados do IBGE.

A CDL Parobeense hoje é referência na região do Vale do Paranhana, ampliando seus serviços não só a seus associados como também a comunidade local. “Hoje nós temos uma função social importante. Desenvolvemos um trabalho de qualificação ao público que chega ao mercado de trabalho, criando parcerias para oferecer cada vez mais um comércio mais fortalecido”, explicou o presidente.

 

Crise financeira criou público cauteloso - Em uma análise do cenário atual, Vendruscolo destacou o crescimento do comércio local junto a entidade, que neste ano completa 27 anos de existência. “Hoje nós temos de tudo em nosso município, lojas que oferecem os mais diversos produtos. Os lojistas tiveram que se adequar ao baixo poder de compra e a alta da taxa de inadimplência. Mas combatemos isto usando campanhas e promoções de produtos. Tudo de uma forma mais efetiva e que traga resultados positivos, mas é perceptível que hoje tanto o comerciante quanto o consumidor estão cautelosos na hora de comprar”, salientou.

Entre as formas de intensificar as vendas e atingir o público local, os lojistas contam hoje com uma base de dados criada pela CDL, onde é possível criar um perfil dos consumidores. “A partir disto o lojista consegue identificar de que forma direcionar suas campanhas. Trabalhamos de forma atualizada as necessidades do mercado e estes dados garantem uma segurança ao comerciante. Vamos além do simples nada consta, entregamos quem é a pessoa que consome”, destaca.

 

Campanha provocou debates entre os parlamentares - Uma das principais ferramentas para alavancar as vendas, principalmente no período antes do Natal, é a campanha “Não Ande a Pé, Compre em Parobé”. A iniciativa premia os moradores que compram nas lojas participantes e em 2017, promoveu um aumento de 17% das vendas do comércio na cidade.

Assunto no Plenário Municipal, a campanha provocou um debate pela falta de obrigatoriedade da apresentação do cupom fiscal para que o público participe. Para o presidente da CDL, o comerciante que não emite nota fiscal no ato da compra já arca com as punições previstas em Lei. “Não há uma necessidade de apresentar lá a nota fiscal. Esta estabelecido em Lei que qualquer venda deve contar com a emissão, para isto existe a fiscalização tributária do município, por exemplo”, ressaltou.

O Conexão Câmara vai ao ar todas as quartas-feiras, às 16 horas, na página do Legislativo no Facebook. Para acompanhar esta e outras entrevistas, acesse facebook.com/camaraparobe.

Foto: Eduarda Rocha/Assessoria de Comunicação